Não consegue comer salada?

Eu também não conseguia comer salada! Passei a maior parte da minha vida recusando legumes e verduras. Não gostava de nenhum tipo de salada e não me dava ao trabalho de experimentar. Mas como é possível mudar? O nosso paladar é sim adaptável e ele muda do jeito que tudo muda: aprendendo, com paciência.

Veja este vídeo com um trecho da palestra Saudável sem Segredo que fiz para o projeto Taekwondo FIT em parceria com a Academia Madureira Taekwondo, em Londrina (PR):

Baixe o e-book grátis e veja 7 dicas para ser saudável sem segredo

Eu aprendi que saúde é essencial para a felicidade. Entendi que os vegetais (que eu detestava) fazem bem para mim e são importantes para o meu corpo – em outras palavras: para eu ser feliz. Aí, eu podia lamentar porque não gostava ou encontrar uma solução. Então, decidi ir para o “campo de batalha”: experimentei! Vegetais diferentes, com temperos diferentes, molhos diferentes, preparos diferentes.

Veja também: Comida, sensação e prazer

Claro que nem tudo funcionou! Ainda não gosto de absolutamente todos os tipos de salada. Tem aqueles vegetais que eu só gosto de um jeito. Tem os que aprendi a amar de qualquer jeito. E aí eu encontrei o maior prazer na alimentação: o sabor junto com a nutrição. O que faz bem de verdade e é gostoso pra caramba.

Não teria aprendido isso fazendo dieta. Ou me obrigando a enfiar salada pela minha goela abaixo. Foi a adoção paciente e gradativa de um novo estilo de vida, que hoje só me faz bem e que eu não quero mais largar! Se dê a chance de tentar. Você vai sentir o quanto é bom.

Fique por dentro das novidades do Saudável sem Segredo:

Curta a página no Facebook , me siga no Instagram se inscreva no canal do Youtube

Para receber todas as atualizações do blog, clique e se inscreva na nossa lista de e-mail

VEJA TAMBÉM
O que você come é comida mesmo? Entenda os aditivos alimentares
Veja tudo o que comi durante quatro dias 
“Viva o Carboidrato” – Comentário sobre matéria da Veja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *